Musica

Descrição

escrevo coisas vindo do coração, de ouvir sobre a vida dos que tem para contar. São memórias de vida e anseios do futuro, sou um ser inquieto, uma alma procurando resposta que não sei se as terei, mas a busca continua.

Convite

tradutor

Seguidores

Silêncio


Você fechado em teu silêncio

Como o fez por todos esses anos

Nem um gesto de reaproximação

Tudo fica claro

À distância me faz ver melhor

Sempre estive só, mesmo quando fingias estar ao me lado.

É um ser egoísta, pensando somente em teu mundo.

Esse, que também não é teu.

Vives para os outros que certamente não vivem para você

Mas isso não o constrange, ao contrário sente-se útil.

Na futilidade da vida que levas

O que conforta é que a distância apaga tudo, destrói castelos.

E me refugia no meu mundo particular

Afinal sempre terei  París..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Convido-os a postarem seu comentário, obrigada